Blogueira literária, apaixonada por livros, filmes, séries e outras coisinhas da cultura nerd. Responsável pelo projeto F.A.L.E. e pela revista Jovem Geek. Autora no Nyah, Spirit e Wattpad. Auxilia na revisão de originais e suporte a autores iniciantes.

4 de jul de 2014

Resenha - Cinquenta Tons Mais Escuros

#2 livro 


Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida. 



-Minha - repete ele, os olhos brilhando, possessivos.
-Sim, sua - tranquilizo-o, sorrindo.
Eu estava pensando em fazer uma resenha sobre Cinquenta Tons de Cinza, mas eu não conseguia escrever. Acredito que muitos já devem ter ouvido falar do primeiro livro da trilogia, mas poucos conhecem ou procuram conhecer o segundo. Confesso que isso me deixa um pouco chateada. As pessoas criticam tanto o livro sem ao menos dar a chance de o conhecer. 

Sim, o primeiro livro chega a ser assustador e absurdo pra algumas pessoas, mas o segundo é simplesmente inacreditável. Esse livro é um absurdo de tão bom. Enquanto eu lia pela primeira vez eu tinha o coração na boca e um sorriso bobo no rosto. Eram tantas emoções. E quero deixar claro uma coisa: cada um tem uma forma de pensar e tem uma opinião. O que condiz aqui é a minha opinião.



Quando eu li Cinquenta Tons me apaixonei. Eu sou viciada em romances e me identificava muito com a Anastasia Steele. Christian era um sonho de consumo, e ao mesmo tempo em que eu queria que a Ana tomasse cuidado e fugisse eu queria que ela continuasse tentando com ele. Não vou negar uma coisa: ao chegar perto do final, senti nojo. Eu nunca tinha tido essa reação por um livro antes, e a cada página lida eu sentia uma vontade imensa de vomitar. Já li muitos romances que contêm erotismo, mas nada me preparou pra uma coisa daquelas. Como que o Christian, um cara sexy, bonito e inteligente poderia ter feito aquilo? Sentir prazer com a dor da parceira? Eu achei a ideia simplesmente repugnante. E eu quase chorei. Porque ao mesmo tempo que queria que a Ana terminasse logo com ele eu queria que o Christian fosse diferente e os dois ficassem juntos. Ao terminar a leitura, eu passei um bom tempo pensando. Eu fiquei entre esquecer essa trilogia e continuar. Meu espírito de leitora falou mais alto e continuei. Eu queria saber o que aconteceria. Como Christian, que parecia um príncipe encantado pôde virar um príncipe das trevas?

Cinquenta Tons Mais Escuros começa. Anastasia pôs fim ao seu  relacionamento com o sombrio e enigmático Christian Grey. Na ocasião ela havia se assustado ao perceber até onde ia o amante poderia ir, e se deu conta de que jamais conseguiria fazer aquilo, nem mesmo por ele. Acontece que, embora a mente racional de Ana saiba que essa foi sua melhor decisão, seu corpo e seu coração estão morrendo de saudade do bilionário bonitão. Isso faz com que a mocinha haja de forma autodestrutiva, não se alimentando ou dormindo por longos quatro dias. Porém, tudo isso muda quando ela recebe um email de Christian, perguntando se ela precisaria de uma carona para um evento que eles haviam combinado de ir juntos antes de se separarem. Ana aceita e, só de saber que vai ver Christian novamente, recomeça a viver.






Os dois voltam a ter um "relacionamento" e Anastasia se sente insuficiente. Ela tem medo de não ser o suficiente para o senhor Grey, e eu fiquei me perguntando a mesma coisa que ela. Eu gosto da Ana mas veja bem, o que ele viu nela? Ela não era uma submissa, ela não gostava da dor e ele era quase perfeito. Perfeito demais pra ela. Eu sei que muitos odeiam o Christian, mas poucos se deram ao trabalho de o entender suas razões. Por quê? Como? As respostas você encontra nesse livro.

Uma das cenas mais engraçadas do livro é quando o Christian devolve a Anastasia o carro que ele deu a ela de presente de formatura, o Audi. Segue um trecho pra vocês:

Abro a boca e fecho de novo, e repito o processo umas duas vezes, mas estou sem palavras. Ele está me devolvendo o carro. Puta merda. Como não previ isso? Bem, também posso jogar esse jogo. Enfio a mão no bolso da minha calça jeans e puxo o envelope com o cheque.
-Aqui, isto é seu.
Christian me olha, intrigado, e então reconhece o envelope, ergue as mãos e se afasta de mim.
-Ah, não. Esse dinheiro é seu.
-Não, não é. Eu gostaria de comprar o carro de você.
Sua expressão muda completamente. Fúria, sim, a fúria invade seu rosto.
-Não, Anastasia. Seu dinheiro, seu carro. - Rebate ele.
-Não, Christian. Meu dinheiro, seu carro. Eu compro de você.
-Eu lhe dei o carro de presente de formatura.
-Se você tivesse me dado uma caneta... teria sido um presente de formatura adequado. Mas você me deu um Audi.
-Você realmente quer discutir isso?
-Não.
-Ótimo, aqui estão as chaves. - Ele as coloca sobre a cômoda. 
 -Não foi isso o que eu quis dizer!
-Fim de papo, Anastasia. Não me provoque.
 Faço uma careta feia pra ele, e então tenho uma ideia. Segurando o envelope, eu o rasgo em dois, depois em dois de novo e jogo os pedaços na lixeira. Ah, que sensação boa.
Christian me olha, impassível, mas sei que acabei de cutucar a fera e devo manter distância. Ele acaricia o queixo.
-Como sempre, Srta. Steele, você é muito desafiadora - diz secamente.
Ele se vira e segue para a sala. Não é a reação que eu esperava. Eu estava prevendo um Armagedom em todas as suas proporções. Dou uma olhada no espelho e encolho os ombros, decidindo-me por um rabo de cavalo.
Minha curiosidade é aguçada. O que meu Cinquenta Tons está fazendo? Eu o sigo até a sala, e ele está ao telefone.
-Sim, vinte e quatro mil dólares. Diretamente.
Ele me olha, ainda impassível.
-Ótimo... Segunda-feira? Excelente.... Não, é só isso, Andrea. - E desliga. - Vai entrar na sua conta  na segunda-feira. Não brinque comigo. - Ele está fervendo de raiva, mas eu não ligo.
-Vinte e quatro mil dólares! - eu estou quase gritando. - E como você sabe o número da minha conta? - Minha ira pega Christian de surpresa.
-Eu sei tudo a seu respeito, Anastasia -diz calmamente. 

Uma coisa que achei muito legal no livro foram as trocas de email entre os dois. Isso, acredito eu, foi muito bem sacado e contribuiu para uma leitura mais leve e divertida. 

De: Anastasia Steele
Assunto: IPad
Data: 9 de junho de 2011 23:56
Para: Christian Grey

Você me fez chorar de novo.
Amei o IPad.
Amei as músicas.
Amei o app da Biblioteca Britânica.
Amo você.
Obrigada.
Boa noite.

Bj, Ana.


 De: Christian Grey
Assunto: IPad.
Data: 10 de junho de 2011 00:03
Para: Anastasia Steele

Fico feliz que tenha gostado. Comprei um pra mim também.
Se eu estivesse aí, secaria todas as suas lágrimas com beijos.
Mas não estou, então vá dormir.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings, Inc.

Christian esta mais possessivo do que nunca, e você comprova isso quando ele compra a Sip, a empresa em que a Ana tinha acabado de começar a trabalhar. O motivo da compra? Manter a amada protegida.


-Então, você é meu chefe agora - rebato.
-Tecnicamente, eu sou o chefe do chefe do seu chefe.
-E, tecnicamente, isso é uma torpeza moral das mais baixas, o fato de eu estar fodendo com  chefe do chefe do meu chefe.
-No momento, você está discutindo com ele - Christian fez uma cara feia.
-Isso porque ele é um idiota- exclamo.
Christian recua, atordoado. Ai, merda. Será que fui longe demais?
-Idiota?- murmura ele, as feições adquirindo uma expressão divertida.
Porra! Estou morrendo de raiva de você, não me faça rir!
-Isso mesmo. - Luto para manter meu olhar de indignação moral.
-Idiota? - pergunta Christian novamente.
Desta vez, seus lábios se contorcem num sorriso reprimido.
-Não me faça rir quando estou com raiva de você! -grito.
E ele sorri, um sorriso deslumbrante, cheio de dentes, um modelo de perfeição, e eu não consigo evitar. Sorrio também e, então, caio na gargalhada. Como eu poderia não ser afetada pela alegria presente naquele sorriso? 



Perguntei a alguns fãs da trilogia o que eles acharam desse livro e as respostas foram as seguintes:

'"Eu adorei o livro,  apesar de críticas. Quanto a algumas cenas da trilogia acho que as pessoas se deixaram levar muito por haver erotismo e não viram como Christhian foi mudando aos poucos, e isso se deve ao amor de Ana por ele, e o dele por ela,  e acho que foi isso que a E.L. James quis passar. O amor pode mudar as pessoas, pode curá-las... Na minha opinião a autora fez um excelente trabalho quando escreveu, ela sabia que teria críticas positivas e negativas, mas mesmo assim insistiu no que queria..." Diz Milena Schreiner.

Me incomoda quando criticam o trilogia sem ao menor tentarem conhecer. Eu amo a trilogia e me apaixonei pelo Christian. Nesse livro ele passa por uma mudança inacreditável e surpreendente.É aquela velha mania de julgar algo sem conhecer...  No Tons mais escuros ele começa aceitar que ama a Ana e que não consegue ficar sem ela, então aos poucos ele começa a virar um amor de homem e isso e perfeito. Ah, Ana é uma mulher incrível, mais eu acho que ela devia ter aproveitado um pouco mais do Chis. Tipo, ela tinha praticamente todo poder em cima dele, e ela ficava se fazendo de ''Vitima''. A Anastasia sabia desde o começo do efeito que ela causa nele ( tanto que ele mesmo confessa isso pra ela) mais no fundo ela não sabia como usar, diz Camila Gomes.

Quero agradecer as fofas da Camila e da Milena pelos comentários e aqui está a música que eu acho que combina mais com o livro:



9 comentários:

  1. Então né.. É sempre difícil falar de assuntos polêmicos. E CT com certeza se encaixa nessa categoria. O segundo livro foi o que eu menos gostei da série. O primeiro é cheio de erotismo, o terceiro é mais policial, e o segundo meio que ficou num vácuo para mim. Como você disse, cada um tem uma opinião e cada pessoa é de um jeito, né? Ao contrário de você não vi nenhum problema no Christian sentir prazer por causar dor na sua parceira. Acredito que entre quatro paredes vale tudo.. Desde que ambas as partes estejam de acordo. Anastasia não é criança, então.. Enfim.

    O livro é polêmico e admiro a autora por escrever sobre o tema. Muitas pessoas criticaram Anastasia enquanto personagem feminino, mas isso é ridículo. Lutamos tanto para que as mulheres sejam livres, donas de si.. E aí quando nos deparamos com uma personagem que faz o que bem entende com o seu corpo simplesmente a julgamos? Volto a dizer: ridículo!

    Muitas mulheres (e homens!) sentem prazer na dor. É algo (pasmem!!!) normal. A psicologia tem diversas explicações para isso.

    Enfim.. Adorei a resenha e amei os quotes que você selecionou *-*

    Beijo grande, Thai.

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente complicado falar dessa trilogia kkk cada um tem uma opinião, um ponto de vista, uma forma de pensar. Gostei do seu comentário e da sua opinião. E a autora realmente foi muito corajosa por escrever esses livros kkkk muita coragem a dela. Muito obrigada pelo comentário, beijos

      Excluir
  2. Não li ainda nenhum deles, o primeiro já comprei e agora fiquei mega ansiosa para ler.

    Beijos
    Ane
    www.aaconchego.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, recomendo. Embora eu recomende mais esse do que o primeiro kkk beijos

      Excluir
  3. Bacana a análise. Também achei bacana a troca de e-mails, apesar de achar que a autora perde a mão em alguns trechos. Se tiver interesse procure os livros Trópico de câncer e Trópico de capricórnio, do Henry Miller. Tem uma temática semelhante, só que um pouco mais adulta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou procurar esses sim. Obrigado pelo comentário

      Excluir
  4. amei a resenha, ficou ótima, parabéns

    ResponderExcluir
  5. ficou simplesmente maravilhosa <3

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Encontrou algum erro ortográfico? Não deixe de comentar! Sua opinião é muito importante pra nós.
Não tem conta no google? Não tem problema.
Escolha a opção nome/url e coloque seu nome.
Volte sempre.

Sobre Nós

Blog literário criado por Thainá dos Santos e administrado com a colaboração da Emily Araújo.

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *